We Should Know That



Nós deveríamos saber que as pessoas perderam menos tempo navegando pelo feed do Facebook no último trimestre de 2017. Para ser mais exato, 50 milhões de horas deixaram de ser gastas na plataforma. A companhia acredita que é algo bom. Depois dos altos investimentos para se posicionar também como uma plataforma de vídeos, o Facebook afirmou que deve focar em materiais audiovisuais que “fomentem as interações sociais”.

 

Também é válido lembrar que, há algumas semanas, a rede anunciou uma mudança no algoritmo do feed, que passaria a priorizar posts de amigos e familiares no lugar dos posts de páginas e de marcas. Zuck diz que a medida foi tomada pensando em “aumentar a interação entre as pessoas.” E talvez com o problema crescente envolvendo fake news você diga: MAS JÁ NÃO ESTAVA NA HORA? Aparentemente a resposta do time do Facebook, é SIM.

 

Nós deveríamos saber disso porque vai alterar completamente a forma como os usuários, as marcas e as páginas interagem no Facebook. Os relatórios divulgados no último trimestre apontam que os ganhos continuam batendo cifras estratosféricas, mas a receita continua dependendo de publicidade. Se os usuários gastaram menos tempo na plataforma, os anunciantes devem investir menos por lá. Agora o que se espera é que muitos revejam as estratégias de comunicação na plataforma.

 

Para conferir na íntegra, em inglês, clique aqui.

Para se inscrever na newsletter, clique aqui.